Ep. 28- Adoção de Animais, com participação especial do Snoopy

 

Quando minhas filhas começaram a pedir para termos um cachorro, tinham 6 e 10 anos. Meu marido também queria, mas entendia porque eu protelava. Enrolei o quanto pude. Dei animais de pelúcia e ganhei tempo. Não porque não gostava. Já tive cachorro e sabia que davam trabalho. Se é pra ter um bicho, que ele seja bem tratado e cuidado.
Entendia que elas, ainda pequenas, não se encarregariam dele depois dos primeiros meses. Passada a euforia, by by. Até que em julho de 2012, quando tinham 10 e 14 anos, decidimos adotar um, desde que elas assumissem dividir o fardo conosco.
Por que adotamos e não compramos? Já que tinham muitos cães abandonados, a ideia de adoção pareceu justa. Decidimos por um cão adulto. Como moramos em apartamento, adotar um vira-lata filhote implicaria no risco dele crescer muito e ficar grandão. Queríamos um de tamanho médio. Fomos os quatro juntos a uma feirinha de adoção organizada por uma Ong.
As meninas imediatamente amaram um cãozinho caramelo, com dois rodamoinhos nas laterais do pescoço. Falamos com a Débora, protetora que cuidava dele há uns meses, quando o encontrou na rua perdido. Disse que ela tranquilo e cordato, fácil de conviver. Já veio com o nome. Snoopy, pra quem não sabe, significa fuçador. Pronto!! Adoção feita!!
Lembro da cena do meu marido sentado numa cadeira, segurando a coleira dele e o acariciando e as meninas ao lado, excitadíssimas, enquanto eu preenchia os formulários!! Assinamos os papeis, sim porque não é adoção de boca não. Tem que assinar e se comprometer a cuidar.
Tempo de adaptação? Um mês. Já veio castrado e vacinado. Não roeu pé de cadeira, não comeu meia de ninguém e nem fez xixi pela casa toda. Três saídas diárias em revezamento entre os quatro para as necessidades. Número um e número dois. Uma beleza!! A Débora me ligava pra saber como estávamos.
Quase provoquei um “trauma” nele. Levei na veterinária (que aliás, ele adora, Juliana Ferrari da Pelos, Patas e Cia) pra tosar e banhar. Quando fui buscá-lo, não o reconheci. A base do pelo é bem mais clara. O caramelo quase desapareceu com a tosa completa. Ele chegou e eu não dei bola, achando que não era o Snoopy. Tomei um susto!! Agora fazemos tosa de Schnauzer. Ele se sente de raça e fica mais charmoso ainda. Muita gente acha que ele é de raça e discute conosco! Inventamos um nome de raça pra ele: Jack australiano!!
O cão é mega carismático e carinhoso. Recomendo altamente a adoção!! Ótima experiência. Como os cães ficam em lares temporários dos protetores, eles sabem dizer o temperamento, as características dos animais. Muito agradecida a Débora Toma e Juliana Ferrari!!!
Aqui vão alguns os nomes de ONGs da Baixada que cuidam dos animais abandonados. Se você quiser adotar um, procure-os. Se quiser apenas ajudar, doe. Os bichos agradecem!!
Feira de adoção: http://bit.ly/2gEgYp3
Help animais: http://bit.ly/2hJMPjS
Advac Cubatão: http://bit.ly/2hJMPjS
Além da foto, você também pode conhecer o Snoopy nesse vídeoIndique outros lugares na região e conte sua história ao Falatório!!!

 

Publicado por

Um comentário em “Ep. 28- Adoção de Animais, com participação especial do Snoopy

  1. Meu filho tbm pediu um bichinho, mas como sabia que ninguém iria me ajudar, falei que tinha que ser um gato. Adotamos uma gata, tres anos depois jogaram uma caixa com 3 na minha porta, peguei mais um e este ano achei mais um na rua. Conclusão da história, preciso andar com uma venda nos olhos quando sair na rua.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.